O talento da voz humana é fenomenal, é incrível ver as capacidades que voz possui, como por exemplo, algumas pessoas que podem imitar outras pessoas, instrumento ou até a capacidade de alguns de cantar um número de oitavas no piano.

A voz humana pode interpretar e trazer várias emoções para quem ouve. Alguns dos mais importantes e belos intérpretes da música são cantores de jazz.

Isto porque é uma característica do jazz expressar emoções e é um estilo de música onde o dom puro de toda a voz humana é transmitido de muitas maneiras.

Cada cantor de jazz tem seu próprio timbre e características próprias na voz com o qual nasceu. Alguns deles podem não dos cantores que dominam a fundo as técnicas que se aprendem em cursos de canto.

No entanto, existem muitas lendas do Jazz e outras pessoas como eles que têm o seu próprio estilo distinto. Estas lendas têm ajudado a difundir a música jazz, especialmente através do uso marcante da voz.

Um dos fatores característicos dos cantores de jazz é o uso da voz com uma ressonância suave e complexa feita para o microfone, tão clara quanto a voz de um locutor de rádio.

Além disso, o som pungente da voz e a habilidade ornamental que facilmente sobe e desce as escalas musicais criando melodias e arranjos incríveis.

Os maiores cantores de jazz da História

cantores jazz

Ella Fitzgerald (1917-1996)

Considerada por muitos como a maior cantora de jazz de todos os tempos por sua habilidade vocal incomparável. Fitzgerald começou sua carreira com a banda de Chick Webb no final dos anos 30 e iniciou sua carreira solo no início dos anos 50. Com seu tom sedoso e sem adulteração, sua dicção impecável e sua inigualável extensão vocal  Ella Fitzgerald estabeleceu o padrão ouro na arte de cantar jazz.

Frank Sinatra (1916-1998)

O incomparável Frank Sinatra começou como um ídolo adolescente nos anos 40. Sua carreira foi impulsionada quando assinou com a Capitol Records em 1953, onde se reinventou como um sofisticado cantor que fazia seus vocais como um tocador de jazz, e cujo repertório se inspirou no The Great American Songbook. Mais de um século depois da sua morte, ninguém consegue esquecer Sinatra – ele ainda é o indiscutível “rei da colina”.

Nat “King” Cole (1919-1965)

Nathaniel Adams Cole era um excelente pianista de jazz, apesar de ter construído a sua fama como vocalista pop cujo timbre de voz aveludado era carinhosamente suave no ouvido. Nascido em Montgomery, Alabama, Cole foi pioneiro no formato de trio de jazz nos anos 40, depois marcou alguns sucessos de R&B antes de se transformar em um bailarino pop nos anos 50 e seguintes. No seu coração, porém, ele era um homem do jazz.

Billie Holiday (1915-1959)

A vida difícil de seus primeiros anos (ela era uma prostituta infantil e passou um tempo na prisão), juntamente com um vício debilitante em drogas, imbuiu a voz de Holiday com uma sensação de dor e tristeza que parecia permear todas as suas gravações e dar-lhes uma pungência adicional. Nascida Eleanora Fagan na Filadélfia, Holiday (cujo apelido era Lady Day), o seu tom de voz e timbre únicos, logo conferiram ao seu estrelato solo e ela passou a influenciar quase todas as outras mulheres na lista das melhores cantoras de jazz de todos os tempos.

Louis Armstrong (1901-1971)

Nascido em New Orleans, tornou-se famoso com sua habilidade formidável como trompetista e um incrível dom para improvisação, mas a sua voz grave tornou-o distinto entre os melhores cantores de jazz, ajudando-o a conquistar o mainstream americano e a transformá-lo no mais improvável dos pop stars, especialmente nos anos 60, quando marcou o seu maior sucesso mundial, “What A Wonderful World”.

Esta lista é interminável, existem muitos nomes marcantes na história do jazz que faziam magia com a voz e é facilmente colocar 50 ou mais nomes como os maiores da história.

E para você quais são os cantores mágicos do jazz? Deixe nos comentários o nome do seu cantor favorito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *