5 dicas para limpar superfícies de vidro

limpar_superficies_de_vidro

As superfícies de vidro podem ser difíceis de limpar. É difícil saber de que lado estão as faixas e se livrar delas completamente pode ser demorado. Para os proprietários que desejam experimentar, tente estas dicas úteis.

Não deixe de Comprar sua Vitrine de Vidro agora mesmo

limpar_superficies_de_vidro

Os panos certos

Panos de papel ou microfibra limpam efetivamente o vidro. Trapos de madeira especiais também limparão o vidro sem riscos. Fique longe de toalhas de algodão simples. Isso deixará o fiapo para trás, estragando o belo acabamento que você está tentando alcançar. Há verdade na alegação de que os jornais fazem um ótimo trabalho limpando vidro. Jornais antigos farão maravilhas no seu copo, deixando-o brilhante e limpo. Embora seja uma ótima maneira de reciclar papéis velhos, ela deixará tinta em suas mãos.

Produtos químicos

Vários produtos químicos diferentes podem ser usados ​​para limpar o vidro em sua casa. Os produtos químicos em spray da loja são eficazes, rápidos e não requerem nenhuma mistura especial. Se você está tentando economizar dinheiro, pode fazer o seu próprio usando 1 xícara de álcool, 1 xícara de água e apenas uma colher de sopa de vinagre. 

Vinagre e amônia nunca devem ser misturados, mas você pode usar amônia direta para limpar o vidro que está turvo. Você também pode escolher um pouco de água quente com sabão para limpar o copo. Enxágue o copo com água depois para remover o resíduo de sabão e dê um brilho adorável adicionando apenas um pouco de vinagre à água.

Estrias sorrateiras

Elimine as suposições de encontrar estrias, seguindo direções diferentes na frente e atrás do copo. Use movimentos lado a lado na frente, mas concentre-se nos movimentos para cima e para baixo nas costas. Quando o vidro secar, você poderá facilmente determinar onde estão as estrias.

Produtos de limpeza extensíveis

É fácil limpar o interior das janelas, mas esfregar a parte externa é um pouco mais desafiador. Procure ferramentas especiais com alças telescópicas. Com um lavador macio de um lado e um rodo do lado oposto, essas ferramentas são ótimas para limpar as janelas externas. Pulverize a lavadora com sua solução, limpe a janela e remova o limpador com o rodo.

Trabalhe rapidamente

Uma das chaves para obter janelas limpas com ótima aparência é trabalhar rapidamente. A secagem rápida do limpador evitará riscos e permitirá que você continue se movendo. Reúna todos os seus suprimentos antes de começar a trabalhar, para que você possa passar rapidamente de uma parte do processo para a próxima.

Limpar vidros e janelas não é necessariamente difícil, mas pode ser demorado. Também pode ser frustrante quando você lida com janelas e precisa se mover entre o interior e o exterior da sua casa. Você pode fazer a tarefa com as ferramentas e a atitude certas. No entanto, pode valer a pena pagar um serviço de limpeza para manusear o vidro para você. Depois, você pode simplesmente sentar e apreciar a aparência, sem precisar lidar com a frustração e o tempo.

Os tênis de basquete mais vendidos da NBA

tenis_de_basquete

Estamos a um passo da final da NBA, adoro tênis de basquete e temos cada vez mais variedade no mercado local para comprar tênis nessa categoria, por isso trago essas informações valiosas. Todos nós que gostamos de basquete, e especialmente da NBA, conhecemos as maiores estrelas desse esporte (e negócios colossais) e suas linhas de tênis, mas eles sabem quais são os mais vendidos?

tenis_de_basquete

Tênis mais Vendidos

PlayOffs estão com tudo! LeBron James superou o lendário Kareem Abdul-Jabbar no número de pontos marcados durante os playoffs, a equipe de Cleveland parece que vai encontrar seu temido rival do Golden State na final novamente e não paramos de se divertir com espetaculares jogadas de grandes estrelas. (e para ver com que sapatos todos brincam em cada jogo), como LeBron James, Kyrie Irving, Stephen Curry, Kevin Durant, James Harden (e a capa inesquecível de Manu Ginobili no último segundo), entre muitos outros.

Veja também: Tênis de Basquete Lebron 16 – Potencialize o seu desempenho nas Quadras

Conforme relatado por Forbes, as linhas de Nike de LeBron James e Kyrie Irving são as mais vendidas no ano passado (há aqueles mais receita gerada em dólares no Estados Unidos durante o ano passado, ou seja, de Março de 2016 a Março 2017). Em terceiro lugar, estão os tênis Under Armour , obviamente os da linha Stephen Curry , enquanto o quarto lugar é novamente a Nike, com os modelos  Kevin Durant

A Adidas alcançou o quinto lugar com a linha de seu principal jogador, o Houston Houston Rockets, James Harden , embora com uma diferença de renda bastante comparada a Durant. Mas ainda há uma surpresa para o final …

LeBron foi um dos jogadores mais vendidos da história da NBA, começando em 2003 com seu contrato de 7 anos e US $ 90 milhões com a Nike (que, embora seus primeiros modelos não fossem tão bem recebidos, a partir de Lebron IV decolou, vendendo mais de 300 milhões em tênis apenas em 2013. Foi assim que ele assinou um novo contrato “vitalício” no final de 2015, por nada menos que um trilhão de dólares. Atualmente, estamos indo para a 14ª edição de seus tênis.

Por outro lado, Irving , o único que ainda não possui o troféu de MVP na lista, teve o sapato mais vendido dos primeiros meses de 2017, após o lançamento do Kyrie 3.em dezembro de 2016. De Curry, podemos dizer que ele fez as vendas da Under Armour crescerem 64%, embora agora o hype de seus sapatos tenha caído muito, mas há um jogador que vai além e continua sendo o rei…

Obviamente, eu estou falando sobre Michael Jordan ! Embora esta lista ainda seja de jogadores que competem na quadra, ninguém chega perto de Mike quando se trata de vender tênis. Sua linha aclamada (como todos sabem, o Air Jordan , pertencente à  Nike ), é responsável por mais de 50% do total de vendas de tênis de basquete, sendo o “retro” (as reedições dos sapatos que Michael costumava tocar) Jordan ) seu ponto mais forte. 

Para se ter uma ideia, no ano passado, a Nike registrou ganhos da Jordânia de quase 3 trilhões de dólares, mais de dez vezes o que qualquer jogador ativo da NBA vende !!!

Deixo a lista das linhas de jogadores que mais vendem tênis e aproveito a oportunidade para perguntar a todos … quais são seus tênis de basquete favoritos? Porque

  1. LeBron James (Nike)
  2. Kyrie Irving (Nike)
  3. Stephen Curry (Sob Armadura)
  4. Kevin Durant (Nike)
  5. James Harden (Adidas)

Como treinar seus funcionários para uma futura função de gestão

treinar_seus_funcionarios

É muito comum que, dentro do quadro de funcionários de uma empresa, alguns deles se destaquem dos demais, mostrando uma capacidade acentuada de organização e liderança.

Para que eles possam desenvolver de maneira mais interessante essas características, é preciso que um líder esteja sempre presente, analisando a rotina do profissional e auxiliando no desenvolvimento de potencialidades.

treinar_seus_funcionarios

A equipe de uma indústria alimentícia, assim como a de uma transportadora de encomendas, é composta por pessoas de diversas personalidades e estilos, que exercem a sua função de acordo com a capacidade individual. 

Não à toa, algumas delas demonstram facilidade em lidar com a rotina, além de serem excelentes colegas de trabalho, ajudando outros colaboradores a finalizar atividades da empresa. 

Normalmente, essas pessoas que se destacam dentro de uma equipe são as que apresentam maior identificação com a liderança, e podem se tornar gestores de área com facilidade. 

Para isso ocorrer de modo fluido, é sempre importante contar com o auxílio de um mentor, que além de treinar o colaborador para exercer atividades futuras, também dá feedbacks importantes sobre a atuação do funcionário na empresa. 

Dessa forma, é fundamental que se esteja atento a diferentes situações internas, para compreender cada um dos colaboradores e, assim, identificar os que possuem traços de liderança. 

Quer saber como treinar os seus funcionários para assumirem futuras funções de gestão e administração dentro do seu negócio? Então siga na leitura deste artigo e entenda quais ferramentas podem ajudar nesse projeto

Por que devo treinar os funcionários para assumirem cargos de liderança?

Se uma fábrica de cilindro de gás carbônico quer crescer e alcançar novos patamares para a expansão do negócio, ela precisará ter uma equipe de profissionais devidamente qualificada, para que o processo ocorra do modo ideal. 

Administrar um negócio, seja ele de pequeno porte ou uma grande indústria, exige bastante empenho por parte dos sócios, mas também pelos diretores e administradores dos diversos setores existentes no local. 

Isso, porque para ganhar aumento de produtividade e capacidade de crescimento, é indispensável delegar funções. 

Ao criar departamentos para a sua empresa, o gerenciamento de cada um deles pode ser feito de modo assertivo e muito mais centrado. Com isso, a execução das atividades ganha autonomia e agilidade. 

Para gerenciar essas áreas, a empresa dependerá de profissionais que estejam à altura da função, ou seja, é preciso contar com pessoas que possuam traços de liderança e capacidade de atuar de maneira independente e produtiva. 

Muitas vezes, poder contar com um profissional desses exige muito investimento financeiro, tornando a contratação inviável para o negócio, além do tempo exigido para a adaptação e treinamento do colaborador recém-chegado. 

Mas se você opta por treinar um atual funcionário da sua loja de biquíni de crochê com elástico colorido, por exemplo, é possível conquistar benefícios com essa escolha. Entre eles, é possível citar:

  • Maior facilidade no treinamento;
  • Adaptação rápida do funcionário;
  • Menores custos com alteração de cargo;
  • Desenvolvimento de características necessárias para a empresa;
  • Entre outros fatores.

Ao decidir por treinar um funcionário que já atua no seu estabelecimento, a facilidade do processo de treinamento é notável. Isso porque o colaborador já faz parte da cultura da empresa, e conhece grande parte da rotina. 

Devido a isso, o processo de adaptação é muito mais simples. Apesar de o nível hierárquico ter mudado, as pessoas, os processos e os produtos já são conhecidos, o que permite uma rápida modelagem do funcionário ao seu novo cargo. 

Além disso, alterar a função de um profissional já contratado na sua empresa é menos custoso do que contratar um novo colaborador. 

Por fim, uma clínica de exame toxicológico para empresas, por exemplo, já possui todo o seu processo de funcionamento ativo e, quando um funcionário vai mudar de cargo, ele poderá buscar o desenvolvimento das características necessárias para o local. 

Isso quer dizer que se ele já possui conhecimento da área, ele precisará apenas melhorar o lado motivacional e investir no treinamento de novas habilidades de liderança. 

Justamente por ter uma experiência atual com a empresa, ele pode focar no desenvolvimento das capacidades que o negócio precisa, já que ele está familiarizado com o negócio como um todo. 

Como identificar o funcionário certo para assumir um cargo?

Se uma empresa especializada na confecção de doces personalizados boteco e de outros quitutes para festas quer promover funcionários para garantir a ampliação do negócio, os responsáveis pelo estabelecimento devem ficar atentos. 

Escolher o profissional certo para assumir uma função de gestão não deve ser uma decisão baseada em achismos ou em gostos pessoais. 

É preciso acompanhar de perto a atuação dos seus colaboradores, percebendo assim aqueles que se destacam mais entre os colegas, de maneira natural e proativa. 

Essas observações dizem muito sobre o que esperar do perfil profissional de uma pessoa, já que é possível captar a personalidade e a disposição de um gestor ao acompanhar a sua trajetória no trabalho. 

Ao notar o destaque de um trabalhador dentro do seu estabelecimento, você deve chamá-lo para uma conversa particular e entender o que ele almeja para a sua carreira e o quanto ele está disposto a se empenhar em uma nova posição na empresa.

Depois, para que essa promoção de cargo seja feita de maneira adequada, você deve treinar os funcionários, permitindo assim que eles possam assumir as funções devidamente preparados para atuar com maior segurança.

Como treinar seus funcionários para assumir cargos de gestão

Treinar os funcionários da sua empresa para desempenharem novas funções exige que uma série de etapas sejam percorridas, para que o profissional esteja apto para assumir seu novo papel. 

Nesse sentido, é de grande importância que um estabelecimento especializado na confecção de balão de ar quente invista nesse processo, para que o colaborador chegue na área de gestão que ele vai assumir de maneira capacitada.

Comece pela formação profissional

Se para assumir o novo cargo é preciso passar por uma formação técnica, você deve partir para o treinamento focando na capacitação profissional do colaborador. 

Isso quer dizer que, caso ele precise passar por um curso extra para desenvolver habilidades que serão importantes para a sua rotina na empresa, será necessário investir nessa experiência. 

Do mesmo modo que um chaveiro em Santa Cruz precisa cursar aulas para aprender uma nova modalidade de impressão de chaves, o profissional que vai assumir um cargo precisa aprender funções que ainda não são da sua alçada. 

Por isso, é fundamental que a empresa comece a preparar os seus funcionários que assumirão cargos de gestão a partir da formação técnica e profissional. 

Seja um mentor

É muito comum que, para a transição de cargos, ocorram reuniões de alinhamento, para que todo o conteúdo referente ao novo trabalho seja apresentado ao profissional. 

Porém, mais do que explicar o que deve ser feito, é importante que você caminhe ao lado do colaborador, sendo um mentor que auxilia no entendimento da área e na execução das atividades. 

Aconselhar e ensinar são partes essenciais do trabalho. Dar feedbacks, fazer reuniões pontuais e tirar dúvidas devem ser a prioridade do mentor, que caminha ao lado do profissional para garantir o crescimento dele. 

Por isso, uma mentoria pode ser a melhor forma de introduzir um funcionário no seu novo departamento. 

Promova palestras motivacionais

As palestras motivacionais sempre foram elementos de grande auxílio na formação de profissionais. 

Alguns líderes, assim como a equipe do seu estabelecimento como um todo, devem aproveitar o conteúdo apresentado para crescer profissionalmente e pessoalmente. 

Se você perceber que o seu quadro de colaboradores precisa de um incentivo extra, as palestras motivacionais são ótimos recursos para melhorar a performance de cada um dos seus funcionários. 

Do mesmo modo, os seus novos gestores devem aproveitar essas apresentações para aumentar o engajamento e desenvolver a maneira adequada de atuar em sua nova função. 

Assim, toda a sua equipe cresce, fazendo com que o negócio possa ganhar com maior produtividade e aumento de desempenho. 

Faça reciclagens periódicas

Se você decidiu treinar os funcionários da sua empresa de recarga de extintor, para que eles possam assumir funções de liderança, é sempre válido lembrar que a boa formação não acontece apenas uma vez. 

É preciso acompanhar de perto o decorrer da caminhada profissional que os seus gestores estão tomando, trazendo feedbacks sempre que for necessário. 

Uma maneira importante de garantir que o negócio não fique estagnado é investindo em reciclagens periódicas para a equipe. 

Você deve disponibilizar treinamentos para os funcionários regularmente, assim como organizar reuniões internas, para alinhar todos os colaboradores, mantendo o time unido pelo seu propósito. 

A reciclagem envolve palestras, reuniões, cursos e outros elementos que retomam a importância de manter o foco e de oferecer o melhor de si para o negócio. 

Ao aplicar as dicas abordadas neste artigo, você consegue não apenas treinar os seus funcionários, como garantir o bom desempenho deles por um longo período, trazendo benefícios para o estabelecimento como um todo. 
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como criar uma cultura organizacional sustentável?

cultura_organizacional

Cada vez mais o esforço por conseguir uma empresa alinhada internamente, e forte contra a concorrência, tem se espalhado entre as marcas do mercado. A melhor maneira de conseguir isso é por meio de uma cultura organizacional bem definida.

cultura_organizacional

Também conhecida como cultura corporativa ou empresarial, essa estratégia fundamental tem se disseminado crescentemente no Brasil, independente do tamanho ou estágio de evolução dos empresários que buscam por tais alternativas.

Embora não tenha todos os traços de uma cultura no sentido acadêmico ou sociológico do termo, a cultura organizacional definirá, sem sombra de dúvida, a postura e os valores de muitos funcionários.

Lembrando que se for bem definida, ela também vai determinar ou, ao menos, influenciar no desempenho de todos os tipos de colaboradores, desde os mais operacionais até os mais estratégicos, o que é dizer, da recepcionista até o diretor executivo.

Por isso mesmo é preciso definir bem, e logo no começo, qual é a cultura da marca que pretende se colocar no mercado.

Também assim, essa estratégia ou metodologia vai além dos famosos “Missão, visão e valores”. Justamente porque esses três pilares acabaram se banalizando, e raramente interferem de fato na identidade de uma marca.

Realmente, uma marca não precisa se posicionar apenas diante do mercado e da concorrência, em termos de marketing e publicidade, mas também internamente, em termos de endomarketing e da relação entre cada um dos colaboradores.

Por isso mesmo, nem sempre é fácil definir quais os valores, hábitos e crenças que todos os membros de cada equipe deverão ter e praticar no dia a dia.

O que se sabe hoje é que uma marca não pode vender apenas uma solução, no sentido frio e antigo do termo, mas precisa vender um sonho, um produto ou serviço que leve consigo uma filosofia bem formulada.

Igualmente, para ter funcionários satisfeitos, não basta que ela pague bem ou forneça os benefícios obrigatórios de alimentação e condução. 

É preciso que ela proporcione bem-estar, motivação e até saúde emocional e mental.

Se você quer entender como a cultura pode ajudar uma empresa de qualquer tamanho a amarrar todas essas pontas, e conseguir o engajamento dos funcionários junto com a excelência da solução prestada, siga conosco até o fim da leitura.

Os 04 tipos universais de cultura organizacional

Acima já vimos quais são os traços principais de uma cultura organizacional, bem como as vantagens e benefícios que uma cultura dessas pode trazer a uma marca ou empresa.

Mas, é preciso ter em mente quais são os principais tipos de cultural existentes, lembrando que eles são universais e podem ser encontrados, por exemplo, tanto em uma indústria primária quanto em uma distribuidora de sorvete gourmet.

A classificação tradicional se dá nos seguintes moldes:

  • Cultura de poder;
  • Cultura de papéis;
  • Cultura de tarefas;
  • Cultura de pessoas.

Quando o foco de tudo é o poder o talento individual não consegue se realizar, e mesmo que o faça o reconhecimento pode não vir, pois os líderes concentram tudo em si mesmos e a recompensa depende da simpatia que eles tenham com o funcionário.

Igualmente, quando a preocupação recai sobre os papéis e a nomenclatura de cada um, falta espaço para criatividade e inovação, o que torna a marca engessada. 

Essa verticalização acaba prejudicando o médio e longo prazo da empresa.

Na cultura de tarefas o foco são os resultados, e isso já oxigena bastante as equipes e relação humana. 

Em uma loja de venda de extintor, por exemplo, um bom consultor pode se tornar coordenador, depois gerente, e daí em diante, pois o que importa é o resultado.

Quando o foco é a gestão de pessoas e talentos o foco recai na própria retenção dos melhores e na formação de líderes cada vez mais engajados.

Naturalmente, a cultura de pessoas é o modelo ideal para qualquer marca.

Como identificar os vícios de uma cultura negativa?

O fortalecimento de uma cultura organizacional pode passar pela etapa da identificação de problemas principais que talvez já estejam ocorrendo.

Isso quer dizer que o ideal é que uma empresa defina sua cultura o quanto antes, contudo, ainda é possível corrigir o problema no decorrer da história da empresa.

Certamente, grandes indústrias como as do setor de metalurgia, fabricação de extintor para carros e demais setores de engenharia civil, teriam mais dificuldades para reverter um quadro daquilo que se convencionou chamar “cultura empresarial tóxica”.

Porém, em qualquer caso é possível perceber certos indícios e recomeçar um bom trabalho de liderança e renovação do ambiente. O principal indício é o das fofocas, maledicências e reclamações paralelas.

De fato, todo indicador de falta de comunicação sinaliza um problema grave, pois quando as pessoas deixam de acreditar na liderança e de se expressar, elas desacreditam também no processo e na rotina, comprometendo a qualidade do trabalho diário.

É com isso que costuma vir a desmotivação, bem como os jogos de poder para ver quem conseguirá se manter firme em meio à confusão e às intrigas.

Também é possível que a liderança de personalidades controladoras é que esteja causando o desconforto geral e as queixas paralelas.

Não é preciso dizer que pessoas assim viciam um ambiente e tornam valores fundamentais quase impossíveis, tais como a criatividade e a inovação. 

Em muitos casos o problema pode se estender a ponto de impactar não apenas funcionários, mas também clientes.

Em todo caso, existe um sinal de alerta que ainda pode dar uma chance aos gestores bem intencionados para que eles percebam o problema antes de ele se tornar irreversível.

Trata-se das taxas de turnover da empresa. Se esta lida com um serviço simples e de alta demanda, como serviço de entrega encomenda, não faz sentido que os funcionários entrem e saiam o tempo todo, sem muita consideração ou envolvimento.

Um modo de ter certeza se o problema reside no processo, nas pessoas ou em qualquer outra questão, é redobrando a atenção nas entrevistas de desligamento.

Ali é possível apurar em detalhes o verdadeiro motivo do descontentamento geral.

A importância do foco no material humano

Também existem traços principais que indicam positivamente que uma determinada cultura organizacional está indo bem, e tende a atingir seu êxito.

Toda empresa tem uma missão, que consiste em provar ao mercado que sua proposta de solução (seja a de um produto ou de um serviço) merece a atenção do público. Ou mesmo provar que se trata de algo melhor que a concorrência.

Por exemplo, uma nova marca de biquíni de crochê branco pode querer convencer a clientela de que ela é melhor do que todas as demais marcas de biquínis. Em todo caso, focar diretamente nos resultados nem sempre é a melhor opção.

A verdade é que são as pessoas que farão o resultado ser ou não ser atingido. Por isso, o foco deve recair sobre os membros de cada equipe. Lembrando que líderes mais humanos e de bom caráter irão atrair e reter colaboradores semelhantes a ele.

Por isso mesmo, tal esforço se inicia no próprio processo de seleção e recrutamento. Isso é ainda mais verdadeiro quando a empresa lida com exames toxicológicos e atividades que exigem, por sua própria natureza, um perfil mais íntegro e mais ético.

Também o plano de carreira e os demais fatores de endomarketing sinalizam que a empresa vai em uma direção boa, pois somente esse tipo de estratégia pode atrair o melhor material humano que existe no mercado.

Por isso tais fatores estão tão intimamente ligados a uma boa cultura organizacional.

A solução, a marca e a qualidade de vida geral

O sonho de toda empresa é conseguir manter sua marca sustentável e escalável, ou seja, forte em suas bases, e capaz de crescer de maneira consistente e duradoura.

Nada pode impactar tão diretamente nesse propósito quanto a cultura que os sócios, fundadores e donos em geral imprimem sobre os membros da liderança, e estes, por sua vez, sobre os colaboradores mais operacionais.

Assim é que uma empresa de brindes, chaveiro para carros e lembrancinhas pode começar como um boxe em uma galeria e tornar-se a líder do seu mercado, espalhando unidades por todo o país em que atua.

O benefício disso tudo é que com o engajamento geral da equipe não apenas a qualidade da solução prestada irá melhorar, como o próprio convívio entre as pessoas será cada vez mais harmonioso e coerente.

Da mesma forma, o bom relacionamento impactará também nas próprias finanças, fazendo com que haja menos gasto de recrutamento e menos tempo perdido com questões trabalhistas.

Com a popularização desse formato de trabalho, há empresas que propõe formatos cada vez mais inovadores de qualidade de vida e bem-estar nas horas vagas.

Além dos benefícios comuns, hoje um funcionário pode ter acesso a academias de ginástica, estádios de esporte, acampamentos familiares e até diversões mais radicais como viagem de balão, arvorismo e demais ações de contato com a natureza.

Em todos esses casos, o que vemos é como uma cultura organizacional apoiada na gestão de talentos e na valorização das pessoas também traz resultados incríveis para a qualidade do produto e o fortalecimento da marca.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sua empresa pode vender mais depois dessas 7 dicas

vender_mais

Ter um aumento de vendas é um dos principais objetivos de qualquer empresa. Afinal de contas, é com um maior número de vendas que se alcança mais reconhecimento e credibilidade no mercado, e consequentemente, o sucesso.

Porém, vender mais é um processo que demanda a integração de todos os departamentos da empresa. Foi-se o tempo em que somente os vendedores eram os responsáveis por isso.

vender_mais

Hoje em dia, compreende-se que, para um fabrica de sorvete ter sucesso, ela precisa muito mais do que apenas vender, ela também necessita oferecer uma boa experiência aos seus clientes, ser organizada, dinâmica, entre muitos outros fatores.

Então, se você quer saber como vender mais, acompanhe as dicas que trouxemos para você no post de hoje.

1 – Saiba quem são os seus clientes

Imagine que você está vendendo uma recarga de extintor de incêndio. É um produto bem específico, não é mesmo?

Agora, pare e pense quem seriam os clientes interessados no item.

Provavelmente, pessoas com estabelecimentos comerciais, bem como condomínios, escolas, entre outros locais que precisam de instrumentos de combate e prevenção contra incêndios.

Além de um produto específico, você também tem clientes específicos.

Daí a importância de saber quem são os interessados na sua recarga, além de conhecer as características da mercadoria, por exemplo, é um reservatório para extintor CO2 6kg, ou algum outro modelo?

Para responder a essas questões, você pode fazer uma pesquisa de público-alvo. Com ela, e possível colher os seguintes dados a respeito dos clientes:

  • Faixa etária;
  • Nível socioeconômico;
  • Preferências e hobbies;
  • Localidade;
  • Estado civil.

A partir dessas informações, você pode direcionar as suas campanhas de marketing, oferecendo produtos e serviços para um perfil segmentado de pessoas, o que aumenta as chances de venda.

Afinal de contas, não dá mais para sair oferecendo tudo para todo mundo. Desse jeito, a sua empresa só acaba gastando mais com publicidade e nem sempre atingindo os reais interessados no seu negócio.

2 – Tenha um bom relacionamento com os clientes

Atrair e conquistar novos clientes é algo extremamente satisfatório. Mas, o que muitas empresas esquecem, é a manutenção de um bom relacionamento com as pessoas que já são habituais consumidores.

A proximidade é a principal responsável pelo reconhecimento do seu negócio no mercado.

Quando você vende um biquíni de crochê com elástico para uma cliente, que fica muito satisfeita com o produto e com o atendimento, ela pode recomendar a sua loja para outras pessoas, além de voltar a fazer compras na empresa.

Ou seja, um bom relacionamento com os consumidores faz com que eles também sejam promotores da sua marca, o que aumenta consideravelmente as vendas.

Até porque, nada melhor que uma boa indicação, de alguém de confiança.

Para manter esse relacionamento com os clientes, você pode investir em estratégias de e-mail marketing, por exemplo, enviando mensagens via correio eletrônico para que a empresa seja sempre lembrada.

Não se esqueça de personalizar o e-mail, afinal, os clientes se sentem muito mais especiais quando chamados pelos nomes e quando suas necessidades específicas são solucionadas.

3 – Crie uma página na internet (site, blog, e-commerce)

Só o Brasil tem mais de 116 milhões de pessoas conectadas à internet. Isso equivale a 65% da população com mais de 10 anos de idade, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

Portanto, se você quer aumentar as vendas da sua empresa, não dá pra fugir mais do mundo virtual.

Hoje em dia, é possível encontrar praticamente tudo na internet, o mesmo vale para as empresas.

A grande vantagem é que as estratégias online podem ser aplicadas em empreendimentos de qualquer tamanho, desde uma grande multinacional, até uma transportadora de pequenas cargas.

Para começar, você precisa criar uma página na internet. Ela pode ser um blog, um e-commerce, um site institucional, ou até uma mescla de tudo isso.

Lembre-se que grande parte dos usuários navegam digitalmente com o auxílio de dispositivos móveis. 

Então, para conquistar novos clientes e aumentar as vendas, você também precisa ter uma boa navegabilidade em celulares, smartphones e tablets.

O crescimento da internet tornou-se tão grande que, atualmente, algumas empresas até abandonaram suas lojas físicas e se dedicam somente à venda online.

Quer dizer que, você pode fechar um negócio para voar de balão sem sair de casa, com pagamento todo pela internet e com um comprovante de venda. 

Devido à essas praticidades, estar no ambiente virtual é a garantia de sucesso das empresas.

4 – Esteja presente nas redes sociais

Já que estamos falando de internet, é preciso lembrar da importância das redes sociais.

Do total de pessoas online no Brasil, mais de 67% possui um perfil ativo nas redes, principalmente o Facebook, Instagram e YouTube.

Por isso, vale a pena criar, pelo menos, uma conta nas principais mídias sociais.

A vantagem é que a maioria desses canais são gratuitos. Sendo assim, um chaveiro 24 horas pode ter uma página no Facebook e anunciar seus serviços, sem ter que pagar nada por isso.

Vale ressaltar, também, que a reputação das empresas nas redes sociais influencia a tomada de decisões dos clientes.

Ou seja, se um negócio é bem avaliado nas mídias, há maiores chances do usuário fazer uma compra, enquanto empresas mal avaliadas, perdem muitas vendas.

5 – Apareça entre os primeiros resultados do Google

Vamos fazer um teste: pare tudo o que está fazendo e digite “exames admissionais” no Google. Você irá se deparar com inúmeros resultados e, é provável que tenha a tendência de clicar entre os primeiros resultados.

Esse pensamento também orienta os demais usuários. Portanto, estar bem colocado no Google pode ser um fator que influencia nas vendas da sua empresa.

Uma maneira eficaz de fazer isso e, de quebra, aumentar o tráfego orgânico da sua página na web e colaborar com as vendas, é por meio do SEO (Search Engine Optimization), ou otimização para os mecanismos de busca.

De maneira geral, o SEO consiste em um conjunto de técnicas capazes de melhorar o rankeamento do seu site no Google. Dessa forma, a sua empresa pode aparecer entre os primeiros resultados de pesquisa.

Para isso, o SEO considera a aplicação de palavras-chave ao longo de um determinado conteúdo, a relevância do material produzido para os usuários, bem como os aspectos relacionados à navegabilidade e a experiência do internauta dentro do site.

A partir disso, os Googlebots (os robôs do Google) passam a avaliar seu conteúdo com boa classificação e, assim, você aparece entre as primeiras pesquisas.

Mas, vale dizer que o SEO precisa ser aplicado com uma certa frequência. Afinal de contas, o Google trabalha com milhões de buscas por dia e, com isso, o algoritmo acaba mudando.

Sendo assim, é preciso ficar atento e não parar de produzir conteúdo.

6 – Tenha uma boa navegabilidade nos dispositivos móveis

Mais de 71 milhões de brasileiros acessam a internet via dispositivos móveis, isto é, por meio dos celulares, tablets e smartphones.

Portanto, não dá para se fazer presente online, sem considerar o uso digital por essas plataformas.

No caso das empresas, elas devem se adaptar ao design mobile friendly, ou seja, que permite a navegação por meio dos dispositivos móveis, já que muitos leads realizam compras diretamente nos celulares.

Lembre-se de que na internet o que mais conta é a experiência do usuário e o mesmo vale para as questões de carregamento em telas menores.

Sendo assim, opte por tamanhos de imagens não muito grandes (mas, sem perder a qualidade), bem como conteúdos que possam ser lidos pelos celulares.

7 – Produza conteúdos em vídeo

Os conteúdos visuais têm ganhado cada vez mais espaço entre as estratégias de marketing digital para aumentar as vendas.

De acordo com estudos na área, as pessoas tendem a reter mais de 65% das informações exibidas em vídeo, enquanto os materiais textuais ou verbais, a retenção é de apenas 10%.

Um estudo realizado pela Indiana University demonstrou que os usuários que seguem instruções audiovisuais são 323% melhores do que aqueles que apenas leem um texto.

Não é à toa que o YouTube tornou-se uma das redes sociais mais acessadas em todo o mundo.

Além do mais, os recursos em audiovisual tendem a criar uma proximidade maior com os usuários, por conta disso, muitas empresas acabam preferindo a produção desse tipo de conteúdo, mas sem deixar de lado os elementos textuais.

Ou seja, é preciso ter equilíbrio. Principalmente, na internet. Ao mesmo tempo em que se produz um artigo a respeito de um produto ou serviço, veja se é possível também investir em algo imagético, como tutoriais ou vídeos institucionais.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como abrir uma empresa nos Estados Unidos

Abrir_Empresa_nos_EUA

Se você deseja estabelecer sua empresa em outro país, compartilho estas 10 etapas para abrir uma empresa nos Estados Unidos.

Realizar o sonho americano foi por muitos anos uma grande inspiração para empresários de todo o mundo. Todos nós, inclusive eu, acreditamos que está chegando e os clientes estão esperando por nós de braços abertos. Sim, é verdade que existem milhões de clientes que precisam de nossos serviços, mas eles esperam que tenhamos um negócio bem estabelecido para atendê-los com a qualidade que eles merecem e, acima de tudo, legalmente.

Abrir_Empresa_nos_EUA

Para começar nos Estados Unidos, como em qualquer país, é necessário conhecer pelo menos os princípios legais mais básicos para reduzir a probabilidade de ter sérios problemas no futuro, o que pode custar muito dinheiro.

Melhor site para a Abertura de empresa nos EUA – Confira agora mesmo

Para isso, você deve proteger a si mesmo, sua família, sua empresa, seus clientes, seus funcionários e até seus fornecedores, cumprindo a lei do local em que se estabelecer.

Abaixo, compartilho 10 etapas básicas para iniciar uma empresa nos Estados Unidos e começar no sonho americano:

Etapas básicas

1) Visto

O primeiro passo para abrir uma empresa nos Estados Unidos é obter um visto para entrar no país. Existem diferentes tipos de vistos, e eles podem ser obtidos através de:

– Turismo

– patrocínio de uma empresa, através da apresentação de um plano de negócios,

– Investimento nos Estados Unidos (geralmente um mínimo de US $ 500.000)

– Empreendedorismo com apresentação de plano de negócios (não há valor fixo de investimento, mas geralmente é entre 50 e 100 mil dólares)

– habilidades extraordinárias do empreendedor que possam ser demonstradas, sendo reconhecidas em um determinado assunto, como arte, esportes, ciência ou negócios.

2) Número do Seguro Social

Quando você chegar aos Estados Unidos, seu visto deverá permitir que você obtenha o número do Seguro Social. O SSN é a sua identificação, através da qual você começa a gerar histórico de crédito nos Estados Unidos, o que é muito importante se você deseja morar lá.

3) Identificação fiscal

Caso você não possa obter o SSN por qualquer motivo, você não tem um visto para trabalhar nos Estados Unidos ou não está pensando em morar lá, pelo menos você deve obter o número de identificação fiscal, EIN ou número de identificação do empregador que o identifique Como entidade pagadora de impostos, sem ela você não pode operar nos Estados Unidos. É o primeiro passo para iniciar um negócio.

4) Incorporação

Com a identificação fiscal, você já pode iniciar o processo para abrir sua empresa. Você pode fazer isso com um advogado ou contador ou diretamente on-line, em menos de 48 horas desde o início do processo, você tem a confirmação da incorporação. Existem diferentes tipos de empresas: Único proprietário, LLC, C corp, S corp. Todos eles têm benefícios e limitações. Você deve escolher o mais adequado de acordo com seu tipo de residência nos Estados Unidos, o número de parceiros, o tipo de parceiros e o tipo de produto que você vende. O mais recomendável é que você consulte um especialista nesse assunto para ajudá-lo a escolher a melhor opção ”. 

O proprietário da La Sole é o mais simples, para profissionais ou técnicos independentes, mas eles não protegem seus ativos caso haja alguma disputa. Os mais comuns que protegem seus bens pessoais são a LLC (Limited Liability Corporation) e a S Corp. Você pode abrir a LLC mesmo que não seja um residente, mas para o S corp, você deve ser um residente do ponto de vista tributário dos Estados Unidos (mais de 183 dias no país). O custo de abertura depende do estado em que você define para instalá-lo. Geralmente, é uma boa ideia instalá-lo no estado em que você vive. 

5) Conta bancária

Depois de criar uma empresa, você deve abrir uma conta bancária comercial para ter todas as suas receitas e despesas no mesmo local. Normalmente, as contas comerciais ou corporativas são gratuitas ou têm requisitos de manutenção acessíveis que permitem que você não pague uma taxa mensal. 

Você deve mostrar seu número de Seguro Social, Passaporte, ID do funcionário e Documentos de treinamento da LLC. O Bank of America é um dos bancos que não se aplica ao SSN, portanto, você pode abrir uma conta mesmo com um visto de turista.

6) Formas de pagamento

Com a conta comercial, você terá um cartão de débito e, provavelmente, também poderá solicitar um cartão de crédito ou um cartão seguro. 

Se você é novo no país, não possui um histórico de crédito; portanto, não poderá retirar cartões de crédito, mas o cartão seguro é uma boa opção para gerar histórico de crédito; somente você deve ter o dinheiro economizado ou seguro na conta antes poder gastá-lo, o que limita um pouco suas despesas. Para despesas grandes, você ainda pode usar seu cartão de débito ou talão de cheques (que você pode solicitar no banco a um custo baixo), e eles são geralmente aceitos em todo o país.

7) Registros para pagamento de impostos

Depois de começar a ter sua primeira despesa para a empresa, você deve registrá-la em um formulário ou sistema ERP, como o Quick Books. Não importa que você ainda não tenha uma renda, seu início nasce com sua primeira despesa. 

Quanto mais despesas você registrar, mais terá que deduzir dos seus ganhos e pagará menos impostos. Pagar impostos nos Estados Unidos é uma das obrigações mais respeitadas pelos americanos, portanto, evasão não é comum. Todas as receitas e despesas são registradas e relatadas pelo estado. Em geral, a abertura de uma LLC ou S Corp pode pagar aproximadamente 30% dos impostos sobre a receita líquida de despesas, mas a% depende do volume de receita e do tipo de empresa.

8) Seguro

Se você é um empreendedor, provavelmente tem uma aversão a baixo risco, porque se sente à vontade para fazer o que acha melhor, seu limite é o paraíso! Mas isso não significa que você não deve ser protegido. O pagamento de impostos, contratos legais e seguros são seus escudos de proteção. Você deve pensar em seguros para sua empresa da mesma maneira que pensa em seu carro, seu carro ou sua casa. Os mais comuns que você deve ter são responsabilidade geral, caso seu cliente queira processá-lo porque não estava satisfeito com seu serviço e remuneração dos trabalhadores, por você ou pelos funcionários / contratados que você envia ao cliente, caso algo aconteça com eles, como um acidente.

9) contratos

Advogados, contadores e planejadores, como nós, devem ser seus aliados para ajudá-lo a fazer com que sua empresa tenha os maiores benefícios desde o início. Um advogado comercial deve ajudá-lo a definir os tipos de contratos que você deve apresentar a todos que trabalham com você. 

Lembre-se, você não está sozinho, uma empresa é composta por seu proprietário, funcionários, contratados, fornecedores, clientes, acionistas. E a melhor proteção é ter um documento onde, para cada um deles, fique claro em preto e branco os direitos e obrigações de você e deles nesse relacionamento comercial. 

Você deve considerar principalmente cláusulas de confidencialidade, não competitividade, reembolso de despesas, seguros, pagamento de impostos, remuneração no caso de contratados ou funcionários. No caso de clientes, você também deve considerar cláusulas de confidencialidade, se necessário (chamadas NDAs ou acordos de não divulgação) e condições de pagamento. Para

10) Marca

Outra questão importante para lidar com um advogado especialista é sobre sua marca. A recomendação é que você registre sua marca até 6 meses antes de operar, mas se isso não for possível, faça o quanto antes, melhor. Isso ocorre porque, se sua marca já estiver registrada por outra empresa e não permitir que você a use, você gastará dinheiro com marcas que não poderá recuperar. Este serviço custa cerca de 1000 dólares, depende da criatividade da sua marca e da semelhança com outras já existentes.

2 DICAS DE BÔNUS

11) Certificações

esta etapa não é obrigatória, mas altamente recomendada, e é isso que você procura para certificar sua empresa para obter maiores benefícios e reconhecimento. 

As certificações mais comuns estão no BBB (Better Business Bureau), você deve ter pelo menos 6 meses de operação ou como minoria (por ser proprietário da empresa em mais de 51% de latino, mulher, veterana ou mesmo por ser uma pequenas empresas). Você pode fazer isso no nível federal, estadual ou mesmo municipal ou municipal. Muitas empresas ou governos são obrigados a contratar minorias para 20% de suas compras, para que você tenha a oportunidade de se destacar do resto, mesmo que seja novo no segmento.

12) Plano de negócios:

Por fim, recomendo que, antes de mudar ou iniciar seus negócios no exterior, prepare seu plano de negócios. O plano de negócios é uma declaração escrita sobre os diferentes aspectos do seu negócio (vendas, processo de produção, número de funcionários, marketing, etc.) e como você planeja implementá-lo. Embora muito do que você crie lá, ele possa mudar quando estiver no novo país, ajudará você a organizar as idéias e identificar dúvidas, pontas soltas ou pendentes. Por sua vez, o plano de negócios pode ajudá-lo a obter um visto de negócios (consulte o ponto 1) ou apresentar sua ideia a potenciais investidores.

Dicas para viajar na Argentina

viajar_na_Argentina

Se você está pensando em viajar na Argentina, veio ao lugar certo, porque neste guia compartilhamos dicas úteis para organizar sua viagem na Argentina, um dos países mais turísticos da América do Sul. Você encontrará informações práticas, informações sobre destinos, possíveis itinerários, transporte, acomodação e muito mais.

Veja também as melhores Dicas de Viagem para você

viajar_na_Argentina

Como chegar à Argentina

A maioria dos turistas entra na Argentina através de seu principal aeroporto, o Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, mais conhecido como EZEIZA. O aeroporto de Ezeiza fica a cerca de 35 km do centro da cidade de Buenos Aires e é por isso que lhe diremos abaixo quais são as opções para chegar lá. Para informações detalhadas, verifique o site oficial do Aeroporto de Ezeiza .
Se alguém chegar ao aeroporto Jorge Newbery, que é menor e localizado na cidade, mas não perto do centro, você pode ver informações detalhadas no site oficial do aeroporto Jorge Newbery.

Outra opção é entrar na Argentina através das rotas e passagens de fronteira.do Chile, Bolívia, Paraguai, Brasil e Uruguai. Para ver o status e a programação das passagens de fronteira, recomendamos que você verifique este site oficial sobre o status das passagens internacionais.

Confira também: As melhores praias do Brasil

Como ir do aeroporto de Ezeiza ao centro de Buenos Aires

Se eles chegarem a Ezeiza, certamente passarão alguns dias em Buenos Aires. Infelizmente, não existem serviços públicos bons e rápidos para levá-lo do / para o Aeroporto de Ezeiza de / para o centro de Buenos Aires. Não há metrô ou trem.
Existe apenas um serviço de ônibus que conecta Ezeiza ao centro de Buenos Aires. É o serviço da linha 8 (ex-linha 86), que leva cerca de 3 horas. Sim, eles lêem bem. Felizmente, a empresa lançou um serviço semi-rápido, que leva uma hora (de acordo com a empresa), mas que geralmente demora um pouco mais porque a rodovia costuma estar congestionada ou apresentar um problema no caminho. Existem outras linhas de ônibus, como 394 e 518, mas demoram mais, nem sempre vão ao centro da cidade e não têm serviço semi-rápido. Aqui estão algumas considerações a serem lembradas.

Linha 8 para Ezeiza

  • O ônibus (coletivo) deve ter uma placa com a indicação Aeroporto x Rodovia, que é o serviço semi-rápido, caso contrário, eles pegarão o outro e levará muito mais tempo.
  • A parada principal, a primeira, é na Avenida de Mayo e Chacabuco, no centro de Buenos Aires. A parada no aeroporto de Ezeiza é onde estão os edifícios mais antigos. Existem os pôsteres. Se você não encontrá-los, pergunte a alguém dos aeroportos, o que eles dirão a você.
  • É pago com o cartão SUBE, que é o cartão para circular em todos os transportes públicos da cidade. Se eles estão indo para o aeroporto, certamente já o têm porque estavam na cidade. Se você acabou de chegar em Buenos Aires e deseja pegar o ônibus de Ezeiza até o centro, pode comprá-lo em Ezeiza (há um OPEN 25 que o vende e carrega).
  • Não há espaço para bagagem, mas se você viajar com uma mala pequena ou uma mochila, tudo ficará bem. Alguns grupos têm foles e nesses há mais espaços.
  • Você pode ver os horários de partida e chegada no twitter na linha 8 .

Táxis, remis, uber

O preço de um Uber para a transferência de ou para Ezeiza depende do dia e das horas. Eles geralmente são mais baratos que táxis e remises, mas nem sempre. Certifique-se de perguntar sobre o custo da bagagem. Geralmente funciona se houver pelo menos dois passageiros. Este último também se aplica a remises e táxis.
As empresas de táxi e remises autorizados em Ezeiza são:

  • Em Transferência de Baires.
  • Remis Vip Cars.
  • Remis Transfer Express.
  • Táxis no Município de Ezeiza.

Transferências combinadas

O serviço de shuttler mais utilizado e conhecido é o da Tienda León. Eles têm amplo espaço para bagagem, são climatizados, confortáveis ​​e têm 45 lugares. Possui um ponto de saída do terminal em Puerto Madero, que sai a cada meia hora, e também possui um serviço que conecta o aeroporto Jorge Newbery ao aeroporto de Ezeiza.

Outro serviço de microônibus é o oferecido pela Ezeiza Minibus. 

Você também pode procurar uma transferência que é oferecida abaixo, caso seja conveniente para você.

Auto

Lembre-se de que, se alguém o conduz, eles têm 15 minutos livres sem pagar pelo estacionamento. Quando entram, tiram o bilhete da máquina e, ao sair, o entregam à pessoa na cabine de pagamento. Se esses 15 minutos se passarem, eles cobrarão você proporcionalmente ao tempo gasto.

Como se deslocar no  interior  da Argentina

A Argentina é um país muito grande e as distâncias entre os principais pontos turísticos são geralmente longas; portanto, quando você estiver organizando o itinerário para viajar pela Argentina, leve essas informações e os dias que as transferências implicam.

Ônibus

Todos os destinos turísticos da Argentina (e também os que não são turísticos) estão ligados por ônibus de longa distância. Existem várias empresas de ônibus de longa distância no país, mas o tempo que leva geralmente é longo, por exemplo, para ir de ônibus de Buenos Aires a Bariloche é de cerca de 22 horas; de Buenos Aires a Mendoza, pode demorar entre 14 e 17 horas; de Buenos Aires a Río Gallegos são 36 horas e assim poderíamos continuar …

Às vezes, é conveniente pegar um voo para uma cidade grande e viajar de ônibus pela região. Por exemplo, eles podem pegar um avião de Buenos Aires para Bariloche e, de Bariloche, viajar para destinos próximos de ônibus (El Bolsón, Esquel, Villa La Angostura, San Martín de los Andes, etc.). Outro exemplo é voar para Salta e de lá viajar de ônibus ou carro alugado pelos vales de Calchaquiés, parte da Rota 40, da Quebrada de Humahuaca, etc.

O terminal de ônibus mais importante da cidade de Buenos Aires e de onde os ônibus partem (chegam) em todo o país e nos países vizinhos é o do Retiro . É uma boa idéia não ir sozinho à noite para o terminal do Retiro.
Portanto, se você não tem tanto tempo e tem um orçamento para voos, é sempre bom dar uma olhada nas páginas de voos baratos.

Aeronaves

Por alguns anos, a Argentina adicionou voos de baixo custo à sua frota,  como existem na Europa ou na Ásia. Embora algumas seções sejam mais baratas, a questão da cobrança de bagagem é um ponto a ser lembrado ao fazer as contas.
As companhias aéreas de baixo custo na Argentina são:

  • Fly bondi
  • Norueguês
  • Nível

Existem outras companhias aéreas como os Andes que às vezes também têm tarifas baratas. Da mesma forma, deve-se ter em mente que muitas vezes os preços que vemos nos portais não incluem bagagem ou seleção de assentos ou qualquer outra coisa. Portanto, quando você começa a progredir na compra de um bilhete, o preço final geralmente aumenta. Da mesma forma, as companhias aéreas de baixo custo, como a Aerolineas Argentinas, também mostram preços sem bagagem.

Carona

Outra opção é pegar carona . Não há grandes dificuldades para fazê-lo, exceto as coleções mínimas realizadas em todas as partes do mundo. Na seção de dicas para viajantes, existem algumas dicas baseadas em nossa experiência.

Se você ainda não sabe onde vai ficar, pode pesquisar aqui. Se você reserva o mesmo, recebe e nos dá uma mão. Muito obrigado

Agora, aqui estão os principais destinos para que você possa organizar sua viagem pela Argentina.

Qual é a melhor época para  viajar para a Argentina?

A extensão do território argentino significa que não há uma data adequada para cobrir tudo; portanto, se você escolher apenas uma região, é conveniente verificar o clima nessa região, levando em consideração que será diferente em outras. 

Por exemplo, se você deseja visitar a Patagônia e os Andes centrais, isso deve ser feito nos meses de verão da Argentina (de dezembro a março), a menos que o objetivo seja praticar esportes de inverno e, nesse caso, é claro, você deve visitá-lo no inverno. 

Se você vai visitar o norte e o leste do país, é melhor durante os meses de outono / inverno, embora no verão também seja possível, mas em alguns momentos do dia o calor pode ser muito forte. Não em todos os destinos, mas em alguns.

A melhor época para estar na cidade de Buenos Aires é primavera ou outono. Não recomendamos durante os meses de dezembro, janeiro e fevereiro, pois o calor e a umidade são geralmente muito altos.

Quais são os alimentos para experimentar na Argentina?

Se você viaja pela Argentina, não pode deixar de experimentar o assado, as empanadas, os choripanes, o companheiro, as faturas e a padaria em geral, o doce de leite, o sorvete e as pizzas. Embora muitos desses alimentos tenham origem em outros países, aqui eles foram aprimorados (muito). E eles ficarão surpresos com a variedade que podem encontrar para cada um deles.
Além disso, especialmente no norte do país, muitos alimentos tradicionais são preparados, como carbonada, humitas, tamales, locro etc.

A grande cidade: Buenos Aires

Se você estiver viajando pela Argentina, certamente passará por Buenos Aires. Buenos Aires é uma daquelas cidades que tem tudo de bom e ruim que as grandes cidades do mundo têm. Uma cidade com personalidade própria, história, cor, sabor e barulho. Uma cidade onde podemos descobrir o passado, o presente e o futuro em cada um de seus bairros. Uma cidade para todos os gostos e todos os bolsos. Uma cidade para conhecer, sofrer e desfrutar.

Mais algumas informações para viajar na Argentina

– Na Argentina, pechinchar não é comum, como nos países asiáticos. Em relação às dicas, não é obrigatório deixá-las, mas se elas lhe servirem bem, é habitual deixar cerca de 10% em bares e restaurantes.

– Quanto à segurança de viajar na Argentina, é necessário ter as precauções que temos como viajantes em qualquer país do mundo. Especialmente nas grandes cidades como Buenos Aires, onde há mais “batedores de carteira”.

– O Ministério das Relações Exteriores da Espanha fez um relatório  sobre alguns tópicos, incluindo segurança, mas sempre dizemos que “o medo paralisa” e que não se deve deixar de conhecer lugares por medo. É necessário tomar precauções, como não levar objetos de valor em certas áreas das cidades, mas é algo que deve ser feito em todas as partes do mundo.

– As moedas podem ser trocadas em qualquer casa de câmbio, das quais existem muitas no centro da cidade de Buenos Aires, nos shopping centers e nos aeroportos, embora neste último seja sempre mais caro. Você pode ver o preço da moeda neste link .

– Em relação aos vistos, a Argentina é um país em que quase todos os estrangeiros podem entrar com um passaporte válido, sem a necessidade de processar um visto. Da mesma forma, alguns precisam deles, para que possam ver mais dados neste link .

Como Capturar Som?

Existem muitos tipos de microfones no mercado. Eles podem variar tanto pelo tipo de construção ( dinâmica, condensadores, fita, eletreto ) quanto pela maneira de capturar o áudio ( omnidirecional, figura 8, unidirecional ).

Na parte II de “ Deseja gravar sua música? Fiz uma breve revisão sobre quais microfones podem ser comprados para começar com essa possibilidade. Agora vou explicar detalhadamente cada tipo de microfone de acordo com sua construção, para que você possa escolher seus microfones ou ter uma idéia do que são e como funcionam; suas diferentes possibilidades de uso e considerações a serem consideradas ao comprar qualquer um desses produtos ou ao entrar em um estúdio.

Confira agora: Curso de masterização – Torne-se um Profissional agora mesmo.

A direcionalidade dos microfones (ou padrões polares) será explicada em uma publicação futura.

Microfones – O que Precisa Saber

Como_Capturar_Som

Os microfones são transdutores eletroacústicos. Sua função é transformar a pressão sonora que eles recebem em energia elétrica. Cada tipo de microfone será mais ou menos sensível de acordo com sua construção e isso dará a cada um uma cor específica.

Os microfones dinâmicos tem um íman em que é um diafragma de metal e uma bobina de fio. Por meio de um ímã, é gerado um campo magnético que circunda a bobina e o movimento produzido dentro desse campo induz um fluxo de corrente.
Estes são microfones que podem ser divididos em duas categorias: dinâmica da bobina e dinâmica da fita . Os primeiros são o que comumente chamamos de dinâmico, e os segundos são comumente referidos como fita (embora os dois partam de uma estrutura semelhante).

dinâmica da bobina (como Shure SM57, Shure SM58, Senheiser 421 ou Electrovoice Re20 ) possui uma pequena bobina que capta o movimento do diafragma.

Entre suas vantagens estão : sua robustez, sem necessidade de energia, suportar mudanças de umidade e temperatura, ser pouco sensível a choques ou vibrações (ideal para manter em mãos) e sua boa resistência a instrumentos muito barulhentos.

Como contras, pode-se dizer que : sua resposta de frequência é menos regular que a de um condensador, com picos e áreas muito desiguais, pouca sensibilidade a sons suaves e não sendo adequada para instrumentos altos.

Os microfones de fita diferente da mostrada acima em que o controlador é uma fita em vez de uma bobina. Alguns modelos podem ser o Beyerdinamic M160 ou o Royer R122 .

As vantagens também incluem sua robustez e, além disso, um reforço notável nas frequências baixas e médias.

Como desvantagens podem ser encontradas : seu peso e sua alta sensibilidade às vibrações, bem como seu preço; então eles geralmente são encontrados apenas em estudos profissionais. Não é um bom microfone externo.

Os microfones condensadores têm uma cápsula formada por duas placas de capacitores, uma fixa e uma móvel, que deixarem de toque. Uma bateria, conectada às duas peças, produz uma diferença de carga entre elas. A distância entre as placas muda se o diafragma se mover em resposta ao impacto das ondas sonoras.

Alguns dos modelos mais reconhecidos podem ser Neumann TLM103, Neumann U87, AKG 414 ou Shure SM81 .

Como vantagens podem ser mencionadas : sua resposta plana em frequências, alta fidelidade e comportamento equilibrado em graves e agudos.

Dos contras, podemos destacar : sua sensibilidade à umidade, a necessidade de energia (eles usam energia fantasma), sua fragilidade e sua alta sensibilidade a vibrações. Usado principalmente em estudo.

Os microfones de electreto são uma variante dos condensadores, mas tem uma folha de plástico, que permanentemente a ser carregado, não necessita de energia.

A vantagem é : sua robustez, suporta manipulação e é pequeno em tamanho.

Como uma desvantagem pode ser mencionada : sua baixa resistência ao pó que deteriora seu desempenho com o uso.

Esse tipo de microfone geralmente é usado como gravata (usada na TV) ou para ser acoplado ao instrumento como vento ou corda.

Uma boa maneira de entender como cada um é usado é procurar vídeos da sua banda favorita no estúdio. Você encontrará uma foto em que os microfones são vistos e como são posicionados para capturar diferentes tipos de som.

Você sabia das diferenças nos microfones? Que dúvidas surgiram deste artigo? Qual é o seu equipamento se você já possui um ou qual microfone gostaria de comprar?

Definição de sustentabilidade: você sabe o que é?

sustentabilidade

A sustentabilidade e desenvolvimento sustentável são dois termos que soam mais e mais vezes e estão sendo ligadas a áreas mais amplas de cada vez, você está bem?

sustentabilidade

Esse fato torna talvez um pouco complexo saber sempre a que estamos nos referindo quando os usamos e, por esse motivo, hoje queremos oferecer uma definição de sustentabilidade e vários conceitos associados que – felizmente! – você ouvirá mais e mais a cada dia. Você se juntará a nós?

Confira também: Sustentabilidade ambiental

Definição de sustentabilidade: do que estamos falando?

Sustentabilidade refere-se, por definição, à satisfação das necessidades atuais, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazer as suas, garantindo o equilíbrio entre crescimento econômico, cuidado com o meio ambiente e bem-estar social. Essa é a origem da ideia de desenvolvimento sustentável , como aquele modo de progresso que mantém hoje esse delicado equilíbrio, sem comprometer os recursos de amanhã. Não devemos esquecer o futuro!

A partir daqui, podemos extrair vários outros conceitos, como a definição de sustentabilidade ambiental , que enfatiza a preservação da biodiversidade sem abrir mão do progresso econômico e social ; a sustentabilidade econômica , o que garante que as atividades destinadas a da sustentabilidade ambiental e social são rentáveis, e sustentabilidade social , que visa a coesão da população e estabilidade do mesmo.

Por fim, a sustentabilidade e o desenvolvimento sustentável operam com o princípio de que os recursos disponíveis não podem ser esgotados indiscriminadamente, o ambiente natural deve ser protegido e todas as pessoas devem ter acesso às mesmas oportunidades.

Desenvolvimento sustentável em nível econômico e ambiental

O desenvolvimento sustentável deve enfrentar grandes problemas globais que devem ser resolvidos se realmente queremos alcançar uma sociedade mais sustentável: por exemplo, o efeito estufa ou a destruição da camada de ozônio em termos ambientais, acesso a água potável ou superpopulação em termos sociais… No nosso blog já falamos sobre eles algumas vezes, lembra?

No nível econômico

Em relação à economia,  seria conveniente começar a usar diferentes indicadores macroeconômicos de natureza social e ecológica para avaliar se as empresas são, além de rentáveis, sustentáveis. 

Nos referimos a indicadores como a porcentagem de transporte que realizam de maneira sustentável, a porcentagem de energia renovável que utilizam, a área de terra que exploram de forma sustentável, para citar alguns exemplos. Dessa forma, o sistema econômico mundial passaria a se basear em um crescimento que leve em consideração como afeta a sociedade e o meio ambiente, o que não é o caso do atual indicador (PIB).

Este indicador marca o valor da produção de um país e, portanto, é governado pela idéia de que quanto maior a produção, maior será a riqueza. No entanto, essa medida estatística não leva em consideração muitas variações, como as mencionadas anteriormente, que estão assumindo um colapso para o planeta. Não vamos perder de vista!

Um ótimo exemplo de como a economia sustentável pode ajudar a melhorar as cidades e criar empregos é a cidade de Güssing, na Áustria: hoje, cobre mais de 50% da energia necessária com energia renovável e deixou de ser uma das as cidades mais pobres a se tornarem um lugar com uma grande projeção de futuro, que aspira ser totalmente auto-sustentável.

No nível ambiental

A necessidade de apostar definitivamente em energias renováveis é outro dos principais problemas enfrentados pela sustentabilidade: o consumo de energias tradicionais, como o petróleo, está causando desgaste ambiental que em breve será irreversível. Permitiremos que as gerações futuras suportem as consequências?

Mesmo assim, o primeiro objetivo que a sustentabilidade deve alcançar é criar consciência global: precisamos entender, de uma vez por todas, que vivemos em um planeta interconectado, que nossas ações afetam os outros e que as decisões que não tomamos hoje afetará nossos filhos e filhas amanhã. Ainda estamos na hora, mas cada minuto conta!

Nesse sentido, destaca-se o projeto Barcelona Smart City, que, na categoria Barcelona + sustentável, criou um mapa colaborativo onde todas as iniciativas sustentáveis ​​da cidade estão agrupadas. Uma ferramenta mais do que interessante para acompanhar todas as iniciativas que estão sendo realizadas.

Sustentabilidade em sua casa

Você já ouviu falar em casas sustentáveis? Eles são construídos levando em consideração diferentes fatores, como orientação, energia que usa (principalmente solar), espaços abertos que inclui e como é isolado para evitar a perda de energia. 

Todas essas melhorias fazem com que economize energia e menos poluente, e são trabalhos de sustentabilidade que você pode considerar fazer a longo prazo para contribuir com a saúde do planeta .

2 via Cesan conta crédito de luz

O cliente que precisar fazer emissão da segunda via da conta para pagar nas casas lotéricas, está livre do risco de ter os serviços suspenso e não precisa sair de casa para resolver.  A qualquer hora o consumidor pode precisar da solução desse serviço e pode fazer tudo no portal da Cesan.

Todo mundo está sujeito a ter motivos que impeçam de pagar a conta na data do vencimento e com isso precisar da 2ª via, pode ser por questões financeiras, por atraso na entrega da conta, enfim, o que não pode é o cliente ficar sem solução. Para evitar que tal coisa aconteça, o site está pronto para resolver essa questão.

O cliente Cesan encontra soluções rápidas por meio do serviço de atendimento digital da empresa, pela internet, tais como:

  • para tirar a segunda via da conta de água
  • se informar sobre a qualidade da água que recebe
  • consultar andamento de protocolo
  • informar vazamento de esgoto
  • vazamento de água
  • solicitar declaração de nada consta
  • atualizar o cadastro dentre outras.

Tudo isso sem sair de caso ou sem se afastar do trabalho.

2 via Cesan conta crédito de luz

Para acessar a segunda via da sua conta de fornecimento de água, acesse o site da companhia, selecione a opção 2ª via de conta a pagar. No campo seguinte digite número da matrícula referente ao seu imóvel, é fácil de localizar na conta, verifique nas contas anteriores que encontrará.

Informe o CPF ou CNPJ, copie o código que aparece no campo indicado, fica logo abaixo dos dados da conta, depois clique em pesquisar. A partir desse procedimento terá sua conta pronta para imprimir e pagar.

Contatos com a CESAN

115 É o telefone de atendimento ao cliente, ligação gratuita. Ou ligue para (27) 2127-5353 / (27) 2127-5000 custo de uma ligação local.